Gracie Barra - Carlos Gracie Jr.Gracie Barra - Carlos Gracie Jr.

Procure
Jiu-Jitsu for Everyone
0

13 hábitos dos grandes campeões de Jiu-Jitsu para mudar seus treinos

Os hábitos dos grandes craques podem ser o caminho certo para você, atleta aplicado do Jiu-Jitsu, render ainda melhor nos treinos e campeonatos. Inclua na sua rotina ao menos 75% dessas atitudes vencedoras para turbinar seu rendimento na academia.

1. Como um grande artista marcial vê uma luta? Ele enxerga apenas o que pode ser útil para o seu jogo e o que é descartável. Isso é tudo. Quando você olhar para o mundo das artes marciais dessa maneira, vai parar de se preocupar com o que é “bom” ou “ruim”, e parar de gastar energia comentando e arrumando brigas na internet. Repare: há apenas lições, filosofias e técnicas que merecem ser adaptadas para o seu jogo e outras que não valem. Como Roger Gracie disse recentemente, num seminário: “Eu mudei meu armlock da guarda fechada quando um faixa-branca fez uma pegada esquisita e me senti desconfortável. Vi que ali tinha um caminho e desenvolvi a inovação.”

2. Mestre Alvaro Romano ensina: “Qualidade de vida significa chegar aos 60 anos, com a capacidade de fazer as mesmas atividades de que você gostava aos 30. Isso é um prazer indescritível”. Persiga os hábitos saudáveis e os treinos de Jiu-Jitsu com consistência, de três a quatro vezes por semana toda semana, para continuar sentindo este prazer no longo prazo.

3. Neiman Gracie, astro do Bellator MMA, nos disse o que aprendeu há pouco tempo: “Percebi ao começar no MMA profissional que o que a gente começa a treinar hoje só vai servir para daqui a dois, três anos. Por isso é bom não perder o treino de hoje, para não nos atrasarmos mais.”

4. Não se atormente com resultados e títulos em campeonatos. Como nos ensinou mestre Rickson Gracie, você só pode controlar seu esforço, seu desempenho e seus treinos. Seja exigente com sua preparação, não com o resultado final, que deve ser entregue a uma força superior, a Deus ou ao imponderável. É a filosofia também do técnico Adenor Tite, da seleção brasileira de futebol: “A minha exigência é de desempenho, alta performance. Isso eu controlo e exijo. Mas controlar resultado, não faço. Isso oprime, engessa e é desumano. Não temos controle sobre resultado”.

5. Transmita seus hábitos saudáveis para toda a família, e dê sempre o exemplo. É a lição de Kyra Gracie, que hoje treina com o marido Malvino Salvador e já leva as filhas pequenas para brincar nos tatames.

6. O autoconhecimento e a reflexão são úteis para o praticante evoluir nos tatames. Olhe para dentro de si com o máximo de franqueza e transparência, e entenda como você está se sentindo, e como isso foi provocado. Onde você falhou? Que erro foi cometido? Como evitar que isso ocorra de novo? As respostas muitas vezes estão dentro de nós.

7. Busque a ajuda dos mais experientes. Cem por cento dos grandes campeões, em qualquer modalidade, aprenderam a contornar um obstáculo a partir da dica de um mestre ou colega de ofício mais experiente. Pergunte muito, até encontrar a solução.

8. Use a tecnologia ao seu favor, não seja escravo dela. “Ficar somente copiando posição do YouTube e não treinar o básico talvez seja o maior erro da molecada hoje”, diz Roger Gracie. “O povo se empolga com berimbolo e afins e esquece das técnicas de defesa, por exemplo, que sempre salvam na hora do aperto”.

9. “Cavalo que chega cedo bebe água limpa”, diz o sábio ditado japonês. Não se atrase para os treinos. Aparecer na hora marcada é sinal de respeito com os professores, com os colegas e com o seu corpo, que agradece por fazer o aquecimento pré-treino.

10. Não deixe que sua mente e as reflexões fiquem ancoradas no treino do dia na hora de ir dormir. Ficar martelando uma ideia na cabeça desemboca em insônia, o que prejudica o treino do dia seguinte. Pensou em algo importante, uma ideia ou uma inovação? Passe para o papel ou registre no telefone para esvaziar a mente e ir dormir tranquilo.

11. Seja gentil. O mundo do Jiu-Jitsu é pequeno, e uma pessoa que você ajuda hoje pode recebê-lo amanhã para um treino renovador. Saulo Ribeiro nos contou certa vez: “Um dos maiores lamentos que tive no Jiu-Jitsu foi o de não visitar outras academias e poder treinar com meus adversários. A rivalidade da época impedia isso um pouco. Mas hoje vemos caras como Leandro Lo, Preguiça e Buchecha treinando juntos, sem problemas.”

12. Não espere um parceiro de treinos perfeitamente do seu nível cair do céu. Busque o menos graduado para tentar posições novas e ousadas, e aprenda com os apertos que passar com os mais experientes. Como ensinou Kron Gracie: “Quando abri minha academia, o fato de treinar com alunos e iniciantes me permitia um treino mais solto, sem pressão, em que eu podia repetir todas as técnicas ao extremo, até executá-las com precisão”.

13. As horas fora da academia são tão importantes quanto as horas dentro dela. Beba água de hora em hora para lubrificar o organismo e evitar contusões; perceba como anda sua respiração, e aprenda a expirar e inspirar com sabedoria. Bons treinos!

Fonte: GracieMag

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Quer uma Aula Gratuita?


... e aula introdutória DE GRAÇA!





Por favor, preencha o formulário abaixo e uma pessoa da nossa equipe irá entrar em contato.

Visite Nossa Loja

Compre uniformes, camisas, casacos, acessórios, shorts, DVDs e muito mais em um lugar que você pode confiar.



Shop in our Store

Buy uniforms, shirts, sweatshirts, accessories, shorts, DVDs, and much more in a place you can trust.